A 14 de Maio de 1987 foi oficialmente criada a Associação Portuguesa de Literatura
Comparada (APLC)
, tendo a 25 de Junho do mesmo ano reunido a primeira Assembleia
Geral. Os Estatutos da APLC, então publicados, identificam três grandes propósitos desta
sociedade:

– a promoção e o desenvolvimento dos estudos comparatistas em Portugal;
– a institucionalização académica da área e
– a conservação e reforço dos laços internacionais estabelecidos.

Dos membros fundadores da APLC, devem realçar-se os nomes de Margarida Losa – a primeira investigadora portuguesa a obter doutoramento em Literatura Comparada (pela Universidade de Nova York e sob a orientação de Anna Balakian), a primeira investigadora portuguesa a integrar o Bureau da Association Internationale de Littérature Comparée/ International Comparative Literature Association  (AILC / ICLA) – e de Maria Alzira Seixo – que, a partir de 1985, integrou o Conselho Executivo da AILC, então dirigida por Eva Kushner e Anna Balakian.
Presentes desde a primeira hora estiveram também Yvette Centeno, João de Almeida Flor, Manuel Gusmão, signatários com Maria Alzira Seixo da escritura. À acção matricial destes investigadores se juntou porém a colaboração de muitos outros que, desde o início dos anos oitenta, nas Faculdades de Letras, em Lisboa, Porto e Coimbra, pugnavam também pela existência em Portugal de disciplinas em Literatura Comparada nos vários níveis de formação universitária: José da Costa Miranda, David Mourão-Ferreira, João Barrento, Maria de Lourdes Belchior, Fernando Martinho, João Ferreira Duarte, Helena Carvalhão Buescu, Maria Manuela Delille, Ofélia Paiva Monteiro ou Carlos Reis… Outros se seguiram: o caminho vai sendo feito pelos que o percorrem.

Regendo a sua acção, não apenas pelos Estatutos, mas também pelo legado dos seus fundadores, a APLC oferece aos associados:

– a difusão e o apoio a actividades que promovam os estudos literários de índole comparatística,
– a promoção e divulgação dos cursos em estudos comparatísticos, nos vários centros de investigação existentes em Portugal
e no estrangeiro, e
– a visibilidade das actividades nacionais no quadro da AILC/ICLA, na qual os sócios nacionais se encontram
simultaneamente associados.

Dando regularmente forma a estes objectivos da APLC, foi sendo editada a Revista Dedalus, cujo primeiro número foi publicado em 1989, ano também do I Congresso Internacional de Literatura Comparada em Portugal (Lisboa e Évora).

O logótipo da APLC, criado a partir de um desenho de Manuel Gusmão, representa o projecto desta associação em prol da Literatura Comparada. Desde o conceito de Weltliteratur, usado por Goethe em 1827, ao de Literatura-Mundo, retomado por Helena Buescu, em 2013, a Literatura Comparada vai-se definindo como consciência de uma tensão permanente entre o “universo” e o “diverso”. Uma forma de entendimento da investigação literária “que se ocupa do estudo sistemático dos conjuntos supranacionais”. “Afã, desejo”, “exploração”, actividade em confronto com outras actividades (de diferentes tempos, espaços, textos, ou artes), reflexão ponderada sobre “a metamorfose de géneros, formas ou temas” (Claudio Guillén).

Simbolicamente, entre dois mundos, a poética cartográfica de um investigador “em deslocação”.

A Direcção 2013-2016.

 

 

 



International Comparative Literature Association

Association internationale de littérature comparée
  • Achim Hoelter has put the Call for Papers for Vienna 2016 on the website that’s been developed for the conference. You’ll find the site at: http://icla2016.univie.ac.at  
  • The minutes from the 2014 Executive meeting in Beijing are posted. Click on the link below to view them. Beijing Minutes
  • In 2014 the Research Committee on Scriptural Reasoning and Comparative Literature held the following conferences to foster and support the spirit of scriptural reading and thinking among Chinese scholars. March 17–19, 2014, the conference on Constructions of East and West: Translating Classical Texts, with a special focus on the variation...
  • In 2014, scholars working within comparative literature in several countries came together to form a research committee whose goal was to identify points at which literature intersected with religion and ethics and to speculate on why these intersections offered productive areas of inquiry. Our focus—the examination of the subjective and...
  • The Comparative Gender Studies Committee works to further the comparative study of gender and sexuality through organizing innovative seminar programmes at the ICLA and at other conferences,such as the ACLA. The Committee supports research and publication in the relatively new fields of comparative gender and comparative queer studies. We define...
  • English Text: Jean-Marc Moura introduced a motion proposing that the ICLA’s elections should take place electronically beginning with the 2016 Congress. This motion, which had been discussed in detail during the Executive Council meeting and had been unanimously approved by that group, proposed that the ICLA’s Statutes be amended as follows: ““The Executive Council...

CEHUM

Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho
  • No âmbito do protocolo Erasmus que o Departamento de Estudos Ingleses e Norte-Americanos mantém com a "School of Humanities" da Universidade de Wolverhampton, Reino Unido, Glyn Hambrook visitará o nosso Instituto, na semana de 31 de maio a 3 de junho. Hambrook irá apresentar duas palestras sobre Literatura e Cultura a todos aqueles (alunos e docentes) que tenham interesse nos temas propostos. Como complemento ao seu programa, irá também apresentar duas sessões informativas que estarão igualmente abertas a todos os interessados.
  • Realiza-se dia 13 de junho de 2016 no Palácio de Mateus pelas 15h, o Ciclo de conversas em ética aplicada com o tema "O Marxismo e a Ética". O CCACC é uma iniciativa da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, que se realiza em colaboração com a Fundação da Casa de Mateus, o Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho e o Instituto Internacional Casa de Mateus. Entrada livre mas sujeita a pré-inscrição. Mais informações no website do evento.
  • Foi divulgado o período de candidaturas a Bolsas de Doutoramento e de Pós-Doutoramento: 15 de junho a 15 de julho de 2016. Mais informações na página da FCT.
  • Curso Breve: 16 e 17 de setembro de 2016, Universidade do Minho. As Humanidades Digitais (HD) representam um domínio interdisciplinar recente que, todavia, não cessa de se consolidar, expandir e aprofundar. Tem como propósitos fundamentais: (a) a criação e o desenvolvimento de recursos eletrónicos para as Humanidades; (b) o estudo do impacto das TIC nas disciplinas das Humanidades; (c) o exame da transformação e reposicionamento do trabalho humanístico na Sociedade da Informação e do Conhecimento. O curso, de natureza sobretudo prática, procura oferecer uma introdução a diversas noções e ferramentas essenciais para uso e aplicação em projetos e trabalhos de digitalização, descrição, análise e difusão de conteúdos nos vários campos das Humanidades.
  • Call for papers para a 3ª edição da Revista Myriades já disponível.
  • 17 a 18 de maio de 2016: No dia 16 de maio de 2016, o Centro de Estudos de Tradução (CET Tormes) será inaugurado na Fundação Eça de Queiroz (FEQ). Nesse dia, iniciará as suas atividades com a realização do 1º Colóquio TraduTormes, que ao mesmo tempo representa o ponto alto da 1ª oficina de tradução literária (português / alemão) que decorrerá de 15 a 20 de maio, com 12 participantes que passaram por um processo de seleção. Sendo o Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH) o parceiro principal deste projeto da FEQ, com base num protocolo bilateral, também haverá, entre os dias 17 e 18 de maio, alguns eventos no Campus de Gualtar em torno da criação e tradução literária, com a participação de autores, tradutores e investigadores, conforme a programação que se segue. A entrada é livre. Existe a possibilidade de obter um certificado de assistência para quem participe em todos os eventos, havendo para tal necessidade de uma inscrição informal através de uma mensagem ao endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. , indicando o nome completo e vínculo institucional (docente, investigador, estudante pós-graduação / graduação, dentro ou fora da UMinho), até domingo, dia 15 de maio.